Protetor de Surto: Descubra o que é, e como funciona!

DPS ou Protetor de Surto é um equipamento de proteção contra surtos elétricos ocasionados por descargas elétricas, algo muito comum no Brasil

A proteção de sistemas elétricos é uma questão de grande importância, pois surtos nesses sistemas podem resultar em diversos danos físicos e materiais. Por isso é crucial ter à mão dispositivos de proteção, como o Protetor de Surto, para evitar que isso aconteça.

Neste artigo falaremos mais sobre a importância do DPS – Dispositivo de Proteção Contra Surtos, como funciona e as vantagens de sua instalação. Continue lendo para saber mais sobre este tema tão importante!

 

O que são surtos elétricos e como eles ocorrem?

Pode ser que você não saiba, mas o líder mundial em frequência de raios é o Brasil. Por volta de 77,8 milhões de descargas elétricas ocorrem anualmente só no nosso país.

Isso quer dizer que, há grandes chances de ocorrerem danos causados por surtos de tensão. Ainda mais durante o verão, quando a incidência de raios é maior.

Mas, o que são esses surtos elétricos? Surtos são picos de tensão elétrica que se espalham até chegar a um ponto de passagem que leva ao solo. Esse caminho que a eletricidade percorre pode levar a múltiplos transtornos dentro de uma casa, especialmente quando não tem alguma proteção.

A ocorrência de surtos elétricos acontece por uma série de fatores, como a queda de raios ou anomalias que ocorrem nas instalações elétricas.

O Brasil é líder mundial em surtos elétricos (descargas elétricas), especialmene no verão, que causam picos de energia e muitos vezes estragam equipamentos elétricos nas residências do país

O que é protetor de surto?

Não há equipamento que desempenhe melhor a sua função quando falamos de proteção contra surtos do que o DPS, ou Dispositivo de Proteção Contra Surtos.

O Dispositivo de Proteção de Surtos tem como objetivo identificar sobretensões transitórias em redes elétricas e desviar esses distúrbios de energia para evitar a amplificação da sobretensão.

Devido a essas oscilações contínuas, edifícios industriais, comerciais e residenciais sofrem com as correntes de surto todos os dias. Apesar de nem todas essas sobretensões transitórias terem o poder de causar danos aos eletrônicos conectados à rede local do local afetado, as mais severas podem causar grandes danos.

Com isso, são utilizadas as mais diversas aplicações dos DPS, dentre elas:

  • Redes de linhas de telecomunicações;
  • Quadros de distribuição de prédios, tanto comerciais quanto residenciais;
  • Painéis de energia solar;
  • Transformadores e redes de iluminação urbana;
  • Tomadas que alimentam aparelhos que precisam de proteção;
  • Redes de distribuição elétrica;
  • Tubulações de companhias prestadoras de serviços, como o de gás.

Como funciona o protetor de surto?

Como dito acima, a função do Dispositivo de Proteção contra Surtos quando ocorrem tais sobretensões transitórias é identificar esses surtos e desviá-los para o sistema de aterramento para evitar danos ao sistema elétrico.

Logo, um componente vital é o varistor, um resistor elétrico com uma ação incrivelmente rápida de alterar o valor de sua resistência de acordo com a tensão da rede. Maior tensão resultará em menor resistência à passagem da corrente elétrica por ela criada, e vice-versa.

Como dito, os surtos elétricos produzem pequenas quantidades de tensão que graças a rápida variação de resistência do varistor DPS, ganham passagem livre pela rede e são direcionadas para o mecanismo de aterramento.

Com isso, essas oscilações não afetam os eletrônicos com sobrecargas elétricas capazes de danificar componentes cruciais ao seu funcionamento.

Tudo isso ocorre em segundos, de modo que o disjuntor, dispositivo que interrompe automaticamente o fluxo de energia em situações de sobrecarga da instalação elétrica, não tem tempo suficiente para reconhecer a fuga de corrente e, consequentemente, é acionado. 

Em outras palavras, é como se a Disposição de Proteção Surtos criasse um gap entre a fase e o terra, para que o curto tempo de resposta não seja prejudicial.

Com o intuito de restringir essas distâncias de corrente elétrica, o Dispositivo de Proteção contra Surtos fica entre a linha de tensão e o sistema de aterramento.

Quais são as classes de DPS?

Embora tenha apenas um princípio de funcionamento, os DPS se dividem em três categorias com base nos locais que vão ficar e na origem de quaisquer sobretensões transitórias. Veja logo abaixo:

  • Classe I: esse modelo é capaz de drenar correntes parciais de descargas elétricas atmosféricas que afetam as instalações elétricas, funcionando como uma proteção primária para edifícios mais expostos aos raios, sejam elas em áreas urbanas ou rurais;
  • Classe II: destinado a absorver e redirecionar surtos de alta tensão que afetam o sistema elétrico indiretamente (aqueles que se originam de descargas de campos eletromagnéticos próximos);
  • Classe III: equipamentos instalados próximos a conectores elétricos que servem para proteger os aparelhos ligados diretamente na rede elétrica ou às linhas telefônicas e de dados.

 

Qual a importância do protetor de surto?

A importância do protetor de surto está no fato de que um DPS é bastante útil em plantas industriais, porque evita paradas inesperadas na produção, o que maximiza toda a produção.Agora que já entendemos melhor o funcionamento do DPS, vamos conhecer melhor as vantagens que seu uso traz para qualquer tipo de instalação elétrica.

O DPS é bastante útil em plantas industriais, porque evita paradas inesperadas na produção, o que maximiza toda a produção.

Além de prevenir danos materiais e financeiros, o DPS trabalha para evitar que os incêndios ocorram, pois podem resultar em perdas físicas grandes, incluindo fatalidades.

É fácil instalar um DPS?

Quando comparado a outros sistemas de proteção contra sobretensão, o DPS é um componente simples e fácil de instalar. Vale notar que o DPS é um equipamento mais em conta e que pode ser integrado a uma instalação já existente.

A instalação do DPS é regida pela norma NBR 5410 para instalações elétricas de baixa tensão, devendo ser utilizada em todos os tipos de imóveis.

Por fim, agora que você já sabe mais sobre este assunto, é importante lembrar que nós da BA Elétrica possuímos  uma variedade com mais de 30 mil itens, entre em contato com o nosso setor de vendas clicando aqui e solicite um orçamento! 

Gostou? Compartilhe

Confira outros

Conheça os principais benefícios de ter um climatizador de ar!
Dicas

Conheça os principais benefícios de ter um climatizador de ar!

Você já pensou em ter um climatizador de ar na sua casa ou no seu escritório? É um aparelho que, como o próprio nome indica, climatiza o ambiente, ou seja, melhora a qualidade do ar, a temperatura e a umidade.   Diferente do ar-condicionado, que apenas resfria o ar, e do

Saiba mais »
Verão chegou! Como enfrentar o calor em casa? DESCUBRA!
Dicas

Verão chegou! Como enfrentar o calor em casa? DESCUBRA!

O verão é uma estação que muitas pessoas adoram, pois é sinônimo de sol, praia, piscina, férias e diversão. No entanto, o verão também pode ser um pesadelo para quem tem que enfrentar o calor excessivo dentro de casa, especialmente nos dias mais quentes e abafados.  O calor pode causar

Saiba mais »
Energia solar em apartamento
instalar energia solar

Energia Solar em Apartamento: Como funciona a instalação?

Você sabia que é possível ter energia solar em apartamento? Essa é uma forma de economizar na conta de luz, reduzir o impacto ambiental e valorizar o seu imóvel. Mas como funciona a instalação de energia solar em apartamento? Quais são os requisitos, os custos e os benefícios?  Neste artigo,

Saiba mais »