Economia elétrica: as 4 lâmpadas que gastam menos energia

Veja quais são os tipos de lâmpada mais econômicas

As lâmpadas são itens indispensáveis para qualquer ambiente. Por outro lado, também são as principais responsáveis pelo maior gasto de energia, dependendo do tipo de lâmpada que escolher.

Para não ter surpresas com a conta no final do mês, é essencial escolher o tipo certo. Para conhecer um pouco mais sobre quais são as opções disponíveis no mercado e quais as vantagens de cada uma, continue lendo esse conteúdo!

Tipos de lâmpadas mais econômicas

Não só para iluminar um ambiente, as lâmpadas também são objeto de decoração. Elas podem deixar um ambiente mais aconchegante, amplo ou dar destaque a outros cantos.

Porém, antes de escolher qual lâmpada usar para decorar o seu espaço, é preciso considerar quais modelos são mais econômicos. Afinal, devido ao isolamento social, estamos passando mais tempo em casa.

Como consequência, temos um aumento maior em nosso consumo de energia. A boa notícia é que no mercado há algumas opções de lâmpadas mais econômicas, confira logo abaixo um pouco sobre essas opções!

Lâmpadas fluorescentes

As lâmpadas fluorescentes, embora tenham um preço mais elevado, são uma opção mais econômica e com ótimo custo-benefício. Isso porque, a vida útil dessas lâmpadas é bem maior e gastam menos energia.

Uma lâmpada fluorescente compacta tem uma durabilidade de até 10.000 horas, enquanto a fluorescente tubular pode durar cerca de 7.500 a 8.000 horas.

Para se ter uma ideia melhor, apenas uma lâmpada fluorescente de 15W equivale a uma incandescente de 60W. Isso faz com que você tenha uma economia de 80% em sua conta de luz.

Lâmpadas de LED

LED é a sigla em inglês que significa light-emitting diode

Quando o assunto é lâmpadas econômicas, a LED é, sem dúvidas, imbatível. Essa é uma opção muito mais econômica e com uma vida útil maior em comparação com as outras opções.

A sigla LED, em inglês significa light-emitting diode, e chega a ser 80% mais econômica que as incandescentes e até 30% mais econômica que as fluorescentes. A sua durabilidade é de até 30.000 horas, em média.

Uma única lâmpada de LED de 10W ilumina um ambiente da mesma forma que uma lâmpada incandescente de 60W ou uma fluorescente de 15W. Outra vantagem em relação a essa opção, é que são bem mais sustentáveis.

Devido a sua vida útil maior, reduz o descarte da lâmpada. Elas também esquentam menos e a maior parte de sua estrutura pode ser reciclada, ajudando o meio ambiente.

Apesar de ter um custo inicial mais caro que as outras opções, os benefícios são tantos que compensa investir nessa lâmpada. 

Lâmpadas halógenas

lâmpadas halógenas são econômicas e duráveis

A lâmpada halógena tende a ser mais procurada no mercado devido a qualidade do brilho de sua luz. Outro ponto interessante, é que esse tipo de lâmpada está disponível em vários formatos diferentes, tais como:

  • Dicróica;
  • Palito;
  • AR70;
  • Par20.

Entre decoradores e arquitetos, essa lâmpada é muito popular, já que pode ser usada de diversas formas. Ela pode ser usada na decoração do jardim, para dar destaque em algum canto específico, etc.

Tais lâmpadas também são um pouco caras, mas em compensação são cerca de 30% mais econômicas e têm uma vida útil maior que as incandescentes. A durabilidade de uma lâmpada halógena pode chegar até 4.000 horas.

Tubo LED

Para substituir as lâmpadas fluorescentes tubulares, uma ótima opção é a lâmpada tubo de LED. Funciona como uma lâmpada de LED comum, durando cerca de 25.000 horas.

Essa versão em formato de tubo não precisa de um reator, sua ligação é feita em apenas um dos pólos da lâmpada. No lado da ligação, você poderá ver a indicação “FN”.

Além da cor tradicional branca, as lâmpadas de tubo LED podem ser encontradas nas cores azul, amarelo, verde e rosa. Para aqueles que desejam uma decoração mais colorida e diferente, são ótimas opções.

Os tamanhos dessa lâmpada também são diferentes, disponíveis tanto para tamanho do ambiente maior quanto para o menor.

Dicas para economizar na energia

o americano thomas edison foi o inventor do primeiro bulbo de luz

Por volta de 1879, Thomas Edison criou a lâmpada incandescente. Por muito tempo, elas estiveram presentes em inúmeros lares, até que o governo brasileiro proibiu de vez a venda dessas lâmpadas em 2016.

Apesar de serem mais baratas, elas são um completo desastre à economia, por terem um gasto excessivo de energia elétrica e pouca eficiência luminosa. Esse tipo de lâmpada também tem uma vida útil muito curta, durando apenas 1.000 horas.

Mesmo assim, é possível encontrar algumas lâmpadas incandescentes para a venda. A melhor dica para economizar é riscá-las de sua lista, e além de escolher a lâmpada certa, há certos hábitos de consumo que permitem economizar mais, como:

  • Lembre-se de apagar a luz sempre que sair de um ambiente;
  • Durante o dia, deixe as janelas e cortinas abertas, para que a iluminação natural possa entrar, para não ser preciso acender uma luz;
  • Entre todas as opções de lâmpadas, a LED é a que possui o maior custo benefício em relação ao seu preço e menor gasto de energia;
  • Evite deixar aparelhos eletrônicos ligados em stand-by;
  • Quanto maior for a potência de uma lâmpada, mais energia ela consumirá e, como consequência, mais gastos.

Uma outra boa ideia para reduzir os seus gastos com energia, é anotar o quanto você consome nessa área. Para isso, basta verificar qual a potência da lâmpada (watts) e quantas horas por dia a lâmpada fica acesa.

É só multiplicar todos esses números, por exemplo, uma lâmpada de 60W que fica acesa por 8 horas durante 30 dias, o cálculo seria: 60x8x30.

O consumo total de energia dessa lâmpada seria de 14.400W, em seguida, divida esse número por 1000. Nas contas de energia, o consumo é medido em KWh, o consumo seria de 14,4KW/h.

Conclusão

Agora que você já sabe quais são as lâmpadas que menos consomem energia, poderá ter uma maior economia em sua conta. Lembre-se de seguir as dicas deste conteúdo para economizar mais com a conta de energia.

Caso tenha gostado e achado essas dicas úteis, compartilhe com os seus amigos também!

 

Gostou? Compartilhe

Confira outros

Conheça os principais benefícios de ter um climatizador de ar!
Dicas

Conheça os principais benefícios de ter um climatizador de ar!

Você já pensou em ter um climatizador de ar na sua casa ou no seu escritório? É um aparelho que, como o próprio nome indica, climatiza o ambiente, ou seja, melhora a qualidade do ar, a temperatura e a umidade.   Diferente do ar-condicionado, que apenas resfria o ar, e do

Saiba mais »
Verão chegou! Como enfrentar o calor em casa? DESCUBRA!
Dicas

Verão chegou! Como enfrentar o calor em casa? DESCUBRA!

O verão é uma estação que muitas pessoas adoram, pois é sinônimo de sol, praia, piscina, férias e diversão. No entanto, o verão também pode ser um pesadelo para quem tem que enfrentar o calor excessivo dentro de casa, especialmente nos dias mais quentes e abafados.  O calor pode causar

Saiba mais »
Energia solar em apartamento
instalar energia solar

Energia Solar em Apartamento: Como funciona a instalação?

Você sabia que é possível ter energia solar em apartamento? Essa é uma forma de economizar na conta de luz, reduzir o impacto ambiental e valorizar o seu imóvel. Mas como funciona a instalação de energia solar em apartamento? Quais são os requisitos, os custos e os benefícios?  Neste artigo,

Saiba mais »