You are currently viewing Conheça 7 acessórios elétricos para instalação da cozinha!

Conheça 7 acessórios elétricos para instalação da cozinha!

As cozinhas, muitas das vezes, não recebem a atenção que merecem quando se trata de instalação elétrica. É comum os consumidores focarem em móveis, enquanto negligenciam a instalação de acessórios elétricos que atendam suas necessidades.

Como resultado, há um risco de subdimensionamento nos circuitos, um número insuficiente de tomadas e, o mais importante, falta de segurança na instalação.

Para evitar tais problemas, é crucial fazer o projeto elétrico com antecedência. De acordo com os planos estruturais e arquitetônicos do imóvel, que se aplicam a todas as áreas, não apenas à cozinha.

Continue lendo este conteúdo para conhecer quais são os acessórios elétricos cruciais para a cozinha!

 

Quais são os tipos de materiais elétricos necessários para a cozinha?

Entre os tipos de acessórios elétricos que não podem faltar em uma cozinha, é possível citar os seguintes:

1. Disjuntores

Os disjuntores têm a capacidade de proteger todos os sistemas elétricos de sua casa e equipamentos, prevenindo superaquecimento de linhas de energia e incêndios subsequentes.

Os modelos no mercado diferem em termos de tensão, amperagem e sistema elétrico de sua casa.

2. Interruptores

Interruptores são necessários em qualquer instalação elétrica e são responsáveis por ligar e desligar um circuito. Eles devem estar presentes em todos os cômodos da casa e devem ter uma área de instalação bem planejada.

Eles vêm em uma variedade de formas, cores e em modelos simples (controle de uma única lâmpada), paralelos (controle de uma ou mais lâmpadas em diferentes locais) e até mesmo intermediários (controle de uma lâmpada em muitos locais).

3. Quadro de distribuição

O quadro de distribuição, também conhecido como painel elétrico, é uma caixa de metal ou plástico que abriga uma coleção de disjuntores e fusíveis que são responsáveis por transportar eletricidade da rua para os cômodos da casa.

O quadro de distribuição protege os aparelhos elétricos de possíveis sobrecargas de energia em condições normais. Estão disponíveis em várias cores, modelos, e tamanhos, e pode conter até 48 disjuntores.

Materiais elétricos para cozinha: disjuntores, interruptores, quadro de distribuição, cabos, fios, eletrodutos, adaptadores, lâmpadas, lustres e luminárias

4. Cabos e fios

Estes são os condutores elétricos cuja função é transportar eletricidade com segurança por sua casa. Estão disponíveis em grandes quantidades em uma estrutura.

Além disso, suas dimensões tendem a variar dependendo do seguinte fator: potência da corrente elétrica dos equipamentos. Quanto maior for a capacidade dos condutores de conduzirem corrente elétrica, maiores serão seus diâmetros.

5. Eletrodutos

Os eletrodutos servem para proteger os disjuntores elétricos de sua casa contra incêndios, choques e excesso de umidade. Eletrodutos são feitos em plástico ou em metal.

Escolher uma instalação residencial feita de conduítes – eletrodutos de PVC – é uma escolha comum devido ao baixo investimento financeiro.

6. Lâmpadas, lustres e luminárias

Lâmpadas, lustres e luminárias são essenciais para todos os aspectos do conforto de uma casa. Lustres e luminárias agregam valor estético ao ambiente em uma variedade de modelos e estilos.

As lâmpadas têm um número infinito de tipos, como as de LED. Assim como as lâmpadas, as tomadas percorrem a casa toda, já que são sempre úteis, seja para carregar um dispositivo ou ligar um aparelho eletrônico.

Além de receber vários encaixes, devido ao padrão brasileiro, eles são feitos em 10 ou 20 ampères, dependendo do equipamento que irão conectar.

7. Adaptadores

Práticos e funcionais, os adaptadores são feitos em diversos formatos para facilitar o alinhamento entre os aparelhos cujos encaixes destoam da tomada.

Esses dispositivos são uma garantia de que seu equipamento será conectado adequadamente, independentemente do encaixe disponível durante a instalação.

 

 O que precisa para instalar energia elétrica na cozinha?

A cozinha é única porque é uma das áreas da casa com a maior concentração de acessórios elétricos de alta potência. Nos dias de hoje, muitas cozinhas incluem itens como uma:

  • Lavadora de louças;
  • Forno elétrico;
  • Microondas;
  • Geladeira;
  • Congelador;
  • Torneira elétrica;
  • Entre gadgets.

Com isso, é crucial ter um bom projeto elétrico, que estabelecerá a carga necessária para uma instalação elétrica, o número de circuitos (tomadas e pontos de luz), a capacidade do disjuntor a ser usado e a seção nominal dos fios e cabos elétricos.

Tudo em conformidade com os requisitos da NBR 5410:2004 – Instalações elétricas de baixa tensão.

A cozinha é única porque é uma das áreas da casa com a maior concentração de acessórios elétricos de alta potência, o que exige cuidados na instalação da passagem de energia.Tomadas

É necessário que os circuitos de tomadas e os circuitos para iluminação sejam separados na instalação. De acordo com a NBR 5410, a seção nominal mínima (bitola) dos fios e cabos necessários para circuitos de iluminação é de 1,5 mm2, enquanto a seção nominal mínima (bitola) necessária para tomadas é de 2,5 mm2.

Outro ponto a considerar é que há dois tipos de reboques elétricos: geral e específico. Na maioria das cozinhas, plugues de uso geral são usados ​​para conectar aparelhos menores, como rádios, batedeiras e liquidificadores.

Enquanto o específico é usado ​​para conectar equipamentos como lava-louças, uma secadora de roupas e assim por diante. E vale notar que alguns aparelhos de cozinha precisam de um circuito próprio para serem usados.

O fabricante do produto deverá informar na embalagem ou no manual de instalação se é preciso conectar o item a tomadas comuns ou a um circuito específico, onde haverá uma maior capacidade de corrente elétrica e, fios e cabos maiores.

Depois que a instalação estiver feita, não terá risco de conectar um produto que consome mais de 10A a uma tomada de uso geral, visto que o plugue que será conectado à tomada é diferente.

Produtos e profissionais

Não é suficiente ter um bom projeto se a instalação não for feita por profissionais qualificados e os produtos não forem certificados. Sendo assim, todos os materiais usados ​​devem estar em conformidade com os regulamentos brasileiros e o consumidor deve prestar atenção a esses detalhes ao comprar.

Há identificação da certificação do INMETRO de conformidade em embalagens de fios e cabos elétricos, por exemplo, assim como tomadas, disjuntores e outros itens. E a pessoa deverá saber como aplicar os requisitos NBR 5410.

Aterramento

Outra consideração na instalação elétrica é o aterramento. Nesse caso, é importante observar que nem todos os equipamentos, como liquidificador e batedeira elétrica, devem ser aterrados.

Aqueles com três pinos, como o micro-ondas e o freezer, devem ser aterrados – ou então, se o fabricante especificar no manual de instalação, mesmo que falte o terceiro pino.

Segundo o gerente de engenharia e qualidade da SIL, para completar o aterramento, deve-se usar o condutor de proteção na cor verde ou verde e amarela, conforme especificado na NBR 5410.

As cores verde e amarela têm função específica no produto: ajudam no reconhecimento visual do cabo, dando mais segurança ao instalador durante a conexão dos fios.

E você, o que achou deste conteúdo? Foi útil para você? Não esqueça de compartilhar com os seus amigos!

Este post tem um comentário

Deixe um comentário